CENTRAL DE NOTÍCIAS


23/10/2015

Livro aborda evasão na educação de jovens e adultos



Livro aborda evasão na educação de jovens e adultos O lançamento do livro “Educação de Jovens de Adultos: novas perspectivas!”, de Romualdo Dias, será realizado no dia 6 de novembro (sexta-feira), no Arquivo Público Histórico de Rio Claro, às 20 horas. O evento acompanha o 91º Bate-papo Cultural, que conta também com as palestras de Silvio Munari e Ivan Rubens Dário Junior sobre questões educacionais. O livro traz uma análise dos problemas atuais da educação de jovens e adultos como o alto índice de evasão, a dificuldade em diferenciar-se do modelo escolar, a incapacidade de integrar estudo e trabalho e o esquema do emprego restrito, além de propor novas perspectivas. Nesse estudo, o professor Romualdo Dias sugere um deslocamento do princípio do estado de pensar a educação limitada em formar o cidadão. “O ato de estudar se prende a uma suposta inserção do sujeito no emprego, como se este dependesse apenas da escolaridade”, diz Romualdo que propõe uma ampliação do conceito para essa lógica de mercado. Segundo o pedagogo, a educação deve estar embasada no princípio da comunidade de tal forma que no ensino de jovens e adultos se possa desenvolver um laboratório de invenções, de alternativas de trabalho preocupadas com a sobrevivência, com a formação e fortalecimento de vínculos na convivência, e com a abertura de horizontes de possibilidades no plano da revivência. “Nessa nova perspectiva de educar jovens e adultos, o projeto político pedagógico passa a ser pensado como uma obra de arte, onde o papel do educador seja o de convocar em cada educando a sua potência de criação”, comenta Romualdo. Doutor em Filosofia pela Unicamp e com pós-doutorado em Ciência Política pela Universidade Complutense de Madri, o professor Romualdo Dias é livre-docente em Sociologia da Educação na Unesp de Rio Claro. É membro do Conselho do Centro de Defesa dos Direitos Humanos de Petrópolis (RJ), consultor das Aldeias Infantis SOS Brasil e desenvolve pesquisas sobre as relações entre psicanálise, educação e movimentos sociais. Após a apresentação do livro, Silvio Munari, mestre e doutorando em Educação pela Ufscar, falará como a produção do comum dispõe para o ensino de jovens e adultos, na condição real do sujeito em que se encontra hoje. Em seguida o geógrafo Ivam Rubens Dário Junior, mestrando em educação pela Unesp de Rio Claro, apresentará os desafios atuais que a cidade organiza para a sobrevivência da educação de jovens e adultos. A idéia do encontro é que, após as apresentações, seja aberta uma discussão com os convidados sobre o conteúdo das palestras. O tema do Bate-papo Cultural pretende atrair grande público entre estudantes, educadores e servidores públicos, entre outros. Durante o coquetel de lançamento serão sorteados brindes e quites com produtos do Arquivo. Os interessados em adquirir o livro “Educação de Jovens de Adultos: novas perspectivas!”,poderão comprá-lo no local pelo preço de trinta reais. O evento é aberto ao público e oferece certificado de participação. O Arquivo Público e Histórico de Rio Claro localiza-se na rua 6, nº 3265, Alto do Santana, no NAM – Núcleo Administrativo Municipal. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3522.1948. O lançamento do livro “Educação de Jovens de Adultos: novas perspectivas!”, de Romualdo Dias, será realizado no dia 6 de novembro (sexta-feira), no Arquivo Público Histórico de Rio Claro, às 20 horas. O evento acompanha o 91º Bate-papo Cultural, que conta também com as palestras de Silvio Munari e Ivan Rubens Dário Junior sobre questões educacionais. O livro traz uma análise dos problemas atuais da educação de jovens e adultos como o alto índice de evasão, a dificuldade em diferenciar-se do modelo escolar, a incapacidade de integrar estudo e trabalho e o esquema do emprego restrito, além de propor novas perspectivas. Nesse estudo, o professor Romualdo Dias sugere um deslocamento do princípio do estado de pensar a educação limitada em formar o cidadão. “O ato de estudar se prende a uma suposta inserção do sujeito no emprego, como se este dependesse apenas da escolaridade”, diz Romualdo que propõe uma ampliação do conceito para essa lógica de mercado. Segundo o pedagogo, a educação deve estar embasada no princípio da comunidade de tal forma que no ensino de jovens e adultos se possa desenvolver um laboratório de invenções, de alternativas de trabalho preocupadas com a sobrevivência, com a formação e fortalecimento de vínculos na convivência, e com a abertura de horizontes de possibilidades no plano da revivência. “Nessa nova perspectiva de educar jovens e adultos, o projeto político pedagógico passa a ser pensado como uma obra de arte, onde o papel do educador seja o de convocar em cada educando a sua potência de criação”, comenta Romualdo. Doutor em Filosofia pela Unicamp e com pós-doutorado em Ciência Política pela Universidade Complutense de Madri, o professor Romualdo Dias é livre-docente em Sociologia da Educação na Unesp de Rio Claro. É membro do Conselho do Centro de Defesa dos Direitos Humanos de Petrópolis (RJ), consultor das Aldeias Infantis SOS Brasil e desenvolve pesquisas sobre as relações entre psicanálise, educação e movimentos sociais. Após a apresentação do livro, Silvio Munari, mestre e doutorando em Educação pela Ufscar, falará como a produção do comum dispõe para o ensino de jovens e adultos, na condição real do sujeito em que se encontra hoje. Em seguida o geógrafo Ivam Rubens Dário Junior, mestrando em educação pela Unesp de Rio Claro, apresentará os desafios atuais que a cidade organiza para a sobrevivência da educação de jovens e adultos. A idéia do encontro é que, após as apresentações, seja aberta uma discussão com os convidados sobre o conteúdo das palestras. O tema do Bate-papo Cultural pretende atrair grande público entre estudantes, educadores e servidores públicos, entre outros. Durante o coquetel de lançamento serão sorteados brindes e quites com produtos do Arquivo. Os interessados em adquirir o livro “Educação de Jovens de Adultos: novas perspectivas!”,poderão comprá-lo no local pelo preço de trinta reais. O evento é aberto ao público e oferece certificado de participação. O Arquivo Público e Histórico de Rio Claro localiza-se na rua 6, nº 3265, Alto do Santana, no NAM – Núcleo Administrativo Municipal. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3522.1948.






Newsletter ASSER Rio Claro
Deixe seu email e receba nossas novidades »