CENTRAL DE NOTÍCIAS


18/08/2009

PROFESSORA DA ASSER PF É FINALISTA DO CONCURSO DA MICROSOFT



             A professora VANESSA TAMIZARI PLIOPAS PEREIRA da Asser Porto Ferreira está entre os três finalistas do concurso "Educador Inovador" da Microsoft Brasil.

          O projeto “ Tecnologia Assistiva: uma necessidade especial” traz consigo a proposta de desenvolver  novas tecnologias para auxiliar pessoas portadoras de necessidades especiais a utilizar o computador como recurso pedagógico na aprendizagem desenvolvendo a criatividade e autonomia no contexto escolar.

           A implantação deste projeto surgiu com o desejo e a necessidade de utilizar a informática como estratégia pedagógica no ensino dos portadores de necessidades especiais. A importância social deste trabalho, reside no fato deste utilizar o  computador como suporte educacional na inclusão destes portadores no contexto escolar, ensinando-os com ludicidade e sensibilidade a cerca desse conteúdo.

O primeiro passo foi realizar um levantamento das dificuldades dos seus alunos. Assim escolhemos a melhor forma de personalizar o computador o qual ele utilizará.

            Foram realizadas diversas pesquisas e a Acessibilidade do Windows foi uma das coisas que norteou o trabalho de todos.

            Iniciaram com o adaptador para o mouse, pois se percebeu que muitos alunos têm dificuldade em arrastar o mouse e clicar. Então criaram um pedal para que mexam o mouse com a mão e clique com o pé.

            Após um mês o adaptador foi testado na APAE e o aluno que foi treinado a usar o adaptador sentiu-se capaz e estimulado, pois ele faz parte integrante pela qual passa o mundo (GALVAO FILHO, 2001) – mesmo não tendo a completa consciência do que isso significa para o mundo.

Iniciaram o adaptador utilizando placas de teclado, onde cada botão adaptado nas caixas de madeiras foi configurado para realizarem uma tarefa no computador.

            No projeto de informática, envolve alunos de várias necessidades, onde cada uma delas é trabalhada de acordo com a sua especificidade e níveis de possibilidades, de maneira que nenhum aluno fica de fora, pois na primeira reunião entre alunos e diretoras das instituições percebeu-se que a problemática maior era de somente os alunos com deficiência menos acentuada usavam o Laboratório de Informática. Já aqueles que possuem uma deficiência mais acentuada não usavam por falta de adaptadores especiais às suas necessidades.

             A metodologia utilizada para a execução do projeto, está centrada no computador para reforçar os conteúdos ministrados pela professora em sala de aula. Tal metodologia traz consigo posteriormente o diagnóstico que é utilizado para conhecermos as possibilidades de cada aluno e com isso aproveitarmos adequadamente os benefícios advindo dos computadores.







Newsletter ASSER Porto Ferreira
Deixe seu email e receba nossas novidades »